11/06/2014

Ferrovia Tereza Cristina realiza simulado com a Brigada de Emergência

Estar sempre atento, agir de imediato eliminando qualquer indício de incêndio e prestando os primeiros socorros são atividades desenvolvidas pelo grupo da Brigada de Emergência. Com o objetivo de treinar e capacitar colaboradores estagiários e parceiros voluntários, para que estejam preparados para desenvolver tais ações, a Ferrovia Tereza Cristina (FTC), encerrou no dia 04 de junho, o treinamento dos membros da Brigada de Emergência 2014.

O curso, com 20 horas de atividades, reuniu 34 brigadistas, que participaram de aulas teóricas e práticas sobre Primeiros Socorros, ministrada pelo Cabo Marcelo Correa, Combate a Incêndio, com o facilitador Major Gustavo Campos e com o Soldado Matos, além do Plano de Atendimento à Emergência, conduzido pelo Técnico de Segurança do Trabalho da Ferrovia, Marcelo Batista Cruz.

Segundo Marcelo Cruz, a FTC pratica a segurança diariamente, em diversas atividades da empresa. “Somos certificados na OHSAS 18001 (Gestão da Segurança e Saúde Ocupacional) o que nos reporta a uma responsabilidade ainda maior. Nossos colaboradores são comprometidos e atuam de forma eficaz em todos os procedimentos relacionados à segurança. O treinamento da Brigada de Emergência é exemplo, pois a ação visa capacitar a equipe, para que mediante situações de emergência saibam como agir”, destaca.

De acordo com o subcomandante do 8º Batalhão Bombeiro Militar de Tubarão, Major Gustavo Campos, o convite feito pela Ferrovia, para fazer parte da formação dos futuros brigadistas foi prontamente aceito. “Este procedimento está bem na vanguarda dos acontecimentos que o Bombeiro Militar de Tubarão e do Estado estão trabalhando, em pró da regulamentação do projeto do Poder de Polícia (concedido em 2013). Com isso, será obrigatório, em algumas empresas, a formação interna de brigadistas. A FTC sai na frente aqui na região por conta dessa política prevencionista”, parabeniza.

Para o Major, os brigadistas da FTC abraçaram a causa pelo voluntariado e não por imposição do Sistema de Gestão. “Uma equipe atenda e engajada no gesto solidário, que desperta a iniciativa do lado humano, em ajudar os cidadãos em situações de risco” salienta, colocando o Bombeiro Militar à disposição para contribuir na formação e requalificação dos colaboradores.

O encerramento das atividades movimentou um dos pátios da Ferrovia e chamou a atenção pela complexidade do Plano de Emergência. “Cada empresa tem o seu e o da FTC é muito interessante e abrangente. O simulado de hoje contou com um apoio externo, onde foi acionado o trem de socorro do Corpo de Bombeiros, caminhões e ambulância. Realizamos um atendimento em conjunto, bombeiro militar e brigadistas, para treinar o entrosamento, caso necessitem, em alguma situação de emergência, da intervenção da nossa equipe. A ideia maior foi multiplicar a cultura prevencionista”, completa Major Gustavo.
Fonte: Comunicação FTC

LEIA TAMBÉM

24/06/2013

Deputados e empresários discutem malha ferroviária no Sul

. . .

17/05/2021

Mercado ferroviário vive o melhor momento desde 1990

. . .

21/06/2007

Urussanga recebe informações sobre segurança na linha férrea

. . .