14/12/2006

FTC é reconhecida publicamente pelos serviços prestados

A Ferrovia Tereza Cristina encerra o ano de 2006 com o reconhecimento público dos serviços prestados com excelência. Somente no mês de dezembro, a empresa recebeu três homenagens pelos trabalhos desenvolvidos. Uma partiu da Câmara de Vereadores de Criciúma, que concedeu à FTC o Diploma de Mérito por sua contribuição para o desenvolvimento da cidade. As outras duas homenagens vieram de Brasília. “É o reconhecimento público nacional da importância e qualidade dos serviços prestados pela Ferrovia Tereza Cristina desde 1997. Estamos muito orgulhosos”, destaca o diretor-presidente, Benony Schmitz Filho.

A empresa foi agraciada com a Ordem do Mérito do Transporte Brasileiro, oferecida pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), no Memorial JK, em Brasília. Instituída em 1992, destina-se a homenagear pessoas físicas ou jurídicas que se destacam pela prestação de serviços ao setor de transporte, em quaisquer de suas modalidades. O Patrono da Ordem é o ex-presidente da República, Juscelino Kubitschek de Oliveira.

Ainda na capital federal, a Ferrovia foi agraciada com a Medalha do Mérito Mauá, oferecida pelo Ministério dos Transportes e reservada a personalidades que contribuíram para a expansão, aperfeiçoamento e eficiência dos Transportes no Brasil. Recebem a homenagem aqueles que tenham participado com “valiosa cooperação para a concretização dos objetivos previstos nos planos e programas de trabalho do setor transporte e aqueles que, pelo profundo conhecimento de técnicas próprias de suas atividades, hajam apresentado contribuição efetiva à elevação do nível de eficiência do serviço”.

Conquistas – Também em 2006, a FTC conquistou a certificação na ISO 9001:2000, de gestão da qualidade, que comprova de maneira pública que a Ferrovia Tereza Cristina cumpre padrões internacionais de qualidade em seus processos.

A FTC - Sob administração privada desde 1997, a empresa vem investindo na recuperação e manutenção de vagões, locomotivas e via permanente, novas tecnologias, programas de qualidade e segurança, capacitação de seu quadro de colaboradores e em programas de Responsabilidade Social, voltados para o bem-estar e qualidade de vida das comunidades por onde passa a linha férrea.

Investimentos que se traduzem em resultados através da qualidade e segurança dos serviços prestados pela FTC. Anualmente passam cerca de 2,5 milhões de toneladas de cargas pelos trilhos da Tereza Cristina. Apesar da grande movimentação, a empresa reduziu em 95% o indicador de acidentes envolvendo trens e a comunidade. “Resultado obtido com o comprometimento da empresa e de seus colaboradores com a segurança, principalmente através do Programa Paz na Linha, que visa à conscientização de crianças, motoristas e pedestres quanto à prevenção de acidentes na linha férrea”, ressalta o diretor-presidente da FTC, Benony Schmitz Filho.

Passando por 12 municípios sul catarinenses, a FTC interliga o pólo carbonífero, o complexo termelétrico e o porto de Imbituba. Nessa região rica também em produção cerâmica, agroindustrial, têxtil, madeireira, plástica e metal-mecânica, a Ferrovia Tereza Cristina atua como importante elo da cadeia logística do sul catarinense, podendo contribuir para o escoamento de sua produção industrial, promovendo redução de custos, agilidade e cadência na operação das empresas da região, tornando-as mais competitivas no mercado nacional e internacional.

Fonte: Comunicação / FTC

LEIA TAMBÉM

05/09/2020

Planalto injetará R$ 1,8 bi em ferrovias para atrair investimento

. . .

29/01/2015

Uma história que impulsiona o desenvolvimento da região Sul de SC

. . .

11/10/2012

Líderes da FTC participam de treinamento

. . .