08/04/2005

Programa Paz na Linha leva segurança para a linha férrea e a comunidade

A Ferrovia Tereza Cristina está dando continuidade ao Programa Paz na Linha e retoma este mês o trabalho em escolas e na comunidade localizada próxima à linha férrea. A Ferrovia Tereza Cristina está dando continuidade ao programa Paz na Linha, com a realização de palestras em escolas e distribuição de material informativo em diversas cidades. Nos dias 12 e 13 de abril voluntários estarão em escolas dos municípios de Jaguaruna e Imbituba, com o objetivo de levar orientações sobre os cuidados a serem tomados para evitar acidentes na linha férrea. Até o final do ano serão atendidas 24 escolas de nossa região. Em cada uma, a FTC lança concursos de redação, para alunos de 5ª a 8ª série, e concursos de desenho para os alunos até a 4ª série do Ensino Fundamental, com o tema voltado para a segurança na linha férrea. Os melhores trabalhos de cada escola serão premiados. “Nosso objetivo ao envolver as escolas, é o de transformar as crianças em multiplicadores das atitudes de segurança”, destaca o técnico de segurança da FTC, Marcelo Batista Cruz. Os colaboradores da FTC visitam escolas da rede pública, apresentando a história e atuação da Ferrovia, acrescentando à dinâmica temas de prevenção e segurança. “O objetivo é contar o papel da empresa na região, ressaltando sua importante função econômica e social, e fazer com que cada um se sinta responsável pela segurança da comunidade”, explica o Técnico de Segurança da FTC, Marcelo Batista Cruz. Ele acrescenta que atitudes simples podem evitar muitos acidentes. “Não colocar lixo nos trilhos, parar, olhar e escutar antes de cruzar a linha férrea e manter a distância de 6,5 metros ao caminhar próximo à linha são algumas das principais atitudes preventivas”, descreve Marcelo. Além de descrever e demonstrar ações de segurança, a FTC promove através do Programa Paz na Linha, a distribuição de folderes e cartilhas educativas em forma de história em quadrinhos para escolas e a comunidade. “O retorno do programa é excelente. Pelas redações e desenhos, sentimos que estamos atingindo nosso objetivo: garantir a segurança através de ações educativas”, comemora Marcelo. Além da ação com os alunos, a Ferrovia retoma também este mês a distribuição de panfletos, adesivos e material informativo em diversas cidades do sul catarinense em locais próximos a cruzamentos rodoferroviários com grande fluxo de automóveis. No dia 16 de abril, os voluntários estarão na Avenida Centenário, em Criciúma. O que diz a lei: “Deixar de parar o veículo antes de transpor a linha férrea é infração gravíssima, prevista no Artigo 212 do Código de Trânsito Brasileiro, sujeita a perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação e multa de 180 UFIRs”. Dicas para evitar acidentes: - Antes de cruzar a linha férrea PARE, OLHE, ESCUTE. Respeite as placas de sinalização. - Não cruze a frente de um trem, isso além de caracterizar infração gravíssima, é também perigoso. - Nunca pare sobre os trilhos. - Nunca ande sobre os trilhos. - Estacione os veículos com, no mínimo, 6,5 metros de afastamento da linha férrea. - Não deixe crianças brincarem próximas aos trilhos. Mais informações: Fernanda Souza Assessoria de Comunicação / Ferrovia Tereza Cristina (48) 621-7771 / comunicacao@ftc.com.br

Fonte: Comunicação / FTC

LEIA TAMBÉM

01/02/2005

Ferrovia Tereza Cristina completa oito anos crescendo com o sul catarinense

. . .

09/11/2012

Debate definirá um padrão de sinalização e comunicação ferroviária

. . .

26/07/2006

Diretor da FTC recebe Medalha “O Pacificador da ONU Sérgio Vieira de Mello”

. . .